Mostrando postagens com marcador DF. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador DF. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

ECONOMIA DF

Congresso em Brasília discute papel do varejo na retomada da economia

Terceira edição do Fórum Nacional do Comércio teve início nesta terça-feira (24). Rollemberg destacou importância do setor na geração de empregos
Presente na solenidade, o governador de Brasília falou para os participantes. “É no varejo que estão a maioria dos empregos, dos negócios e do atendimento a população, afirmou Rollemberg. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília
Presente na solenidade, o governador de Brasília falou aos participantes. “É no varejo que está a maioria dos empregos, dos negócios e do atendimento a população, afirmou Rollemberg. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília
O III Fórum Nacional do Comércio, aberto na noite desta terça-feira (24), terá como tema o papel do varejo na retomada do crescimento. O objetivo do congresso é criar uma comunicação entre empresas do Brasil para fortalecer o mercado varejista e, por meio dele, a economia.
Presente à solenidade, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, saudou os participantes e destacou a importância do setor. “É no varejo que está a maioria dos empregos, dos negócios e do atendimento à população. É uma força motriz de recuperação do desenvolvimento econômico.”
Rollemberg aproveitou para fazer um convite bem-humorado aos empresários. “É com muita alegria que saúdo a vinda de todos para a cidade e espero que aproveitem para gastar no nosso varejo.”

 Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Além do governador, também discursaram os ministros do Desenvolvimento Social e Agrário e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Osmar Terra e Dyogo de Oliveira, respectivamente.
Os dois também apontaram o potencial dos mercados varejistas para a economia deslanchar. “Vocês são os maiores empregadores do Brasil. Essa é a verdade. Nós precisamos que a dinâmica da sociedade e da economia ajude às pessoas”, disse Terra.
Depois dos discursos de abertura, o público acompanhou uma palestra sobre economia e participou de um jantar. Esta quarta-feira (25) será o segundo e último dia do fórum. A programação prevê debates e palestras para os inscritos.
O III Fórum Nacional do Comércio é organizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e a Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF).

FONTE: AGÊNCIA BRASÍLIA

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

METEOROLOGIA

Pode chover no DF a partir de sábado, diz Inmet


O calor intenso e a umidade baixa deixou a região em estado de alerta.
O calor intenso e a umidade baixa deixou a região em estado de alerta.


Foto: Agência Brasil

Após ter registrado ontem (15) a maior temperatura da história (37,3ºC) e umidade relativa do ar de 11%, o Distrito Federal (DF) tem previsão de chuvas somente para o próximo dia 21, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A maior alta registrada até então foi de 36,4ºC, em outubro de 2015. O calor intenso e a umidade baixa deixou a região em estado de alerta.
Com a falta de chuva e a escassez de água, a capital federal poderá ter novas medidas no racionamento que já vem sendo feito desde janeiro. Para o presidente da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal, Maurício Luduvice, o DF vive uma época difícil. "O momento é de grande preocupação e temos que tomar medidas duras. A situação é muito delicada" alertou. Os reservatórios estão registrando recordes negativos.
Segundo as medições da Adasa, o reservatório do Descoberto tem apenas 12,2% da capacidade máxima. Se o número chegar a 9%, novas medidas deverão ser tomadas no fornecimento de água no DF. "A possibilidade de intensificar o racionamento é muito alta. Nossa expectativa era que os reservatórios estivessem com essa quantidade de água só no final de outubro", disse. "No momento oportuno, as novas medidas serão divulgadas", acrescentou.
O reservatório de Santa Maria funciona com 26,3% do volume útil, segundo as medições da Adasa, que são atualizações diariamente até as 13h.
Chuvas   De acordo com o Inmet, o Distrito Federal atravessa uma estação de "veranico", que ocorre no período de calor intenso, estiagem e baixa umidade. Segundo o meteorologista Manoel Rangel, a previsão é de temperatura alta durante toda a semana, mas com possibilidade de ventos. "Uma massa de ar de origem polar passa pelo oceano. É possível que o vento chegue até aqui e refresque um pouco a temperatura", disse.
A previsão era que a região chegasse a ter 166 milímetros (mm) de chuvas no mês de outubro, mas com a estiagem, até agora só chegou a 10mm. A expectativa agora é que a quantidade de chuva fique abaixo da metade do esperado. "Mesmo com as chuvas esperadas para o final de outubro, a expectativa é que o volume fique bem abaixo da média", afirmou.

Forte calor

Com as fortes temperaturas, a população tem mudado os hábitos. Por causa da seca, a Defesa Civil declarou estado de emergência na última sexta-feira (13). A orientação é que a população altere horários de atividades físicas e de trabalho ao sol entre 10h e 17h. Também deve aumentar o consumo de líquidos, evitar banhos demorados e usar protetor solar.
A medição da temperatura é feita nas estações convencionais (operado por técnicos) e nas estações automáticas. A temperatura pode variar em dois graus de uma para outra, de acordo com o Inmet. 
A maior temperatura, de 37,3ºC, foi registrada na estação automática de Águas Emendadas, localizada em Planaltina, às 15h de ontem (15). Quando o recorde anterior de 36ºC foi registrado em 2015, a estação Águas Emendadas ainda não fazia medições.
FONTE: Agência Brasil

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

EDUCAÇÃO DF

Escolas públicas do DF terão aulas de empreendedorismo

Secretaria de Educação do DF e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Distrito Federal (Sebrae-DF) firmaram uma parceria para levar ensino de empreendedorismo nas escolas do DF


A Secretaria de Educação do Distrito Federal e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Distrito Federal (Sebrae-DF) firmaram uma parceria para levar ensino de empreendedorismo nas escolas do DF. A proposta é promover habilidades e competências empreendedoras dentro da sala de aula.
O diretor-superintendente do Sebrae-DF Rodrigo Sá fala sobre a parceria. Ele explica ainda que o DF será a primeira unidade da federação a receber o programa que será implementado inicialmente em 258 escolas públicas que contemplem os ensinos fundamental, médio, profissionalizante e de jovens e adultos.

FONTE: TARDE NACIONAL 

DF



Ministério Público pede fechamento de faculdade em Águas Claras


www
Entre as irregularidades encontradas estão uso ilegal de dois CNPJs e alunos de pós-graduação que sequer haviam concluído o curso superior Foto:Janine Moraes/CB/D.A Press

O Ministério Público Federal (MPF-DF) quer garantir que a Faculdade de Tecnologia e Ciências do Distrito Federal Darwin (Faceted), localizada em Águas Claras, seja descredenciada e fechada. Para isso, enviou à Justiça uma ação civil pública com pedido de liminar. Também é solicitado o encerramento das atividades da mantenedora da instituição, a Associação de Educação e Pesquisa do Planalto (AEP). Segundo o MPF, os cursos oferecidos pela Faceted não têm autorização do Ministério da Educação (MEC). Além disso, foram constatadas outras irregularidades em relação ao funcionamento da faculdade.
O atual proprietário da Faceted, José Marcelino da Silva, também é alvo da ação. Nesse caso, o pedido é para que seja imposta ao MEC a proibição de emitir qualquer espécie de ato autorizativo, no prazo de cinco a oito anos, em favor de entidade educacional em que ele atue como proprietário, sócio ou administrador.
Assinada pelas procuradoras da República Eliana Pires Rocha e Ana Carolina Roman, a ação é resultado de um inquérito civil instaurado em 2012 para apurar se a Faceted funcionava regularmente conforme os parâmetros estabelecidos em lei. Ao ser demandado, o Ministério da Educação instaurou processos internos e descobriu que a faculdade celebrou convênios irregulares para a oferta de cursos de pós-graduação com diversas entidades que não possuíam credenciamento.
O MEC verificou, ainda de acordo com o MPF, que a instituição permitiu, indevidamente, o ingresso de alunos ainda não graduados em seus cursos de pós-graduação, e que a carga horária de aulas era inferior à prevista na legislação vigente.
Diante dessas constatações, ainda em 2012 foi realizada uma visita ao local para colher informações sobre o funcionamento da faculdade. A partir da vistoria do MEC, conclui-se, entre outros pontos, que a instituição se encontrava em situação de severa desordem administrativa, que fazia uso ilegal de dois CNPJs, que não havia um controle dos alunos matriculados nos cursos de pós-graduação na sede e nos institutos conveniados, e que a Faceted não contratava os docentes que ministravam as aulas nos institutos conveniados.
Embora tais ilegalidades tenham levado à proibição da oferta de cursos de pós-graduação (medida aplicada pelo MEC), a Faceted não a cumpriu, como constatado em 2014, de acordo com a ação. Também nesse ano surgiram mais notícias de que a faculdade ofertava irregularmente cursos de graduação e pós-graduação e que emitia certificados para alunos não inscritos de outras instituições não credenciadas.
Ao receber informações de que a faculdade continuava a agir irregularmente, mesmo após ter sido sujeita a penalidades, o Ministério da Educação sugeriu a realização de uma nova vistoria no local, tendo em vista que havia, em andamento na pasta, processo de recredenciamento da entidade de ensino.
Dessa forma, em junho de 2017 foi feita uma nova vistoria na faculdade sem notificação prévia. A Comissão de Verificação foi acompanhada por um servidor do MPF-DF. A partir da visita, constatou-se: a ausência de projetos pedagógicos, a discrepância de carga horária e matrizes curriculares, a falta de registro informatizado do número de docentes, alunos, disciplinas e cursos ministrados, o não cumprimento das cargas horárias dos cursos de pós-graduação, a realização de curso de pós-graduação sem graduação prévia, a oferta de curso de pós-graduação após a suspensão aplicada, além da ausência de documentação sobre a vida acadêmica dos alunos.
Para as procuradoras, a leitura do relatório, associada às denúncias feita contra a Faceted e às conclusões a que chegou o MEC na primeira vistoria, demanda medida urgente que determine a interrupção imediata e definitiva das atividades da instituição e de sua mantenedora, proibindo que a Faceted ministre cursos. “Além de não ostentar autorização legal para isso, a faculdade não apresentou, ao longo dos anos, índices mínimos de qualidade de ensino, tendo-se também aliado ilegalmente a outras instituições para ministrar cursos não autorizados. Sua atuação se dá num contexto de ilegalidades desde o ano de 2008, o que exige medidas urgentes que ponham termo a esse estado de coisas ilegais”, frisam as procuradoras em um dos trechos da ação.
Transferência assistida e dano moral coletivo
Ao pedir o fechamento da faculdade, o MPF também solicita que a Justiça obrigue o Ministério da Educação a amparar os estudantes prejudicados com o descredenciamento da instituição por meio de transferência assistida. Trata-se de uma política que tem como objetivo assegurar a continuidade dos estudos para a formação dos estudantes que frequentam instituições que tiveram suas atividades suspensas. Nesse sentido, o MPF pede que o procedimento de transferência seja iniciado no prazo de 30 dias e finalizado em 90.
A título de dano moral coletivo, o Ministério Público Federal solicita que a faculdade seja condenada a pagar R$ 500 mil. Ao justificar o pedido, o MPF destaca que a Faceted enganou inúmeros alunos que, ao terminarem os cursos, viram suas expectativas de concorrer no mercado de trabalho frustradas, já que não podiam contar com um certificado válido. Além disso, a instituição continuou expedindo, mediante pagamento, diplomas de cursos ofertados por entidades também não cadastradas no MEC.
Em relação ao pedido de urgência na apreciação da demanda, o Ministério Público argumenta que a irregularidade se arrasta há anos e acaba prejudicando e iludindo alunos que desembolsam dinheiro para ter uma educação de qualidade.
Passados cinco anos da primeira verificação in loco pelo MEC, as irregularidades/ilegalidades se mantêm. E, vencido o credenciamento autorizado pelo Ministério de Educação há quase 10 anos, a Faceted subsiste até então, a despeito das ilicitudes praticadas tanto em desfavor de discentes de boa-fé quanto da administração pública e em benefício de outro fim, contrariamente ao ordenamento que assegura o direito à educação"
Trecho da ação
O outro lado
Procurada pelo Metrópoles, a faculdade negou as irregularidades. O proprietário José Marcelino da Silva disse que a instituição tem projetos pedagógicos acompanhados por profissionais de renome. Disse que desde 2012 não oferta cursos de pós-graduação no local. “Temos 100% de honestidade. Trabalhamos dentro da lei”, garantiu.
Ele admitiu que em um determinado momento a instituição chegou a ter dois CNPJs, mas foi apenas durante o processo de transferência de uma empresa para outra. “Não fomos notificados ainda. Portanto, não tenho o teor das acusações. Mas posso afirmar que se trata de informações truncadas”, disse.
Fonte: Metrópoles (Com informações do MPF)

DF

Desemprego cai no Distrito Federal em agosto, afirma Codeplan

Imagem relacionada

Entre julho e agosto, a taxa de desocupação diminuiu de 19,5% para 18,7%. Apesar da melhora aparente, o DF ainda tem 306 mil pessoas desempregadas Foto: Reproduçao

O total de desempregados no Distrito Federal caiu pelo quinto mês consecutivo, segundo mostram dados apresentados nesta quarta-feira (27/9) pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan). Entre julho e agosto, a taxa de desocupação diminuiu de 19,5% para 18,7%. Apesar da melhora aparente, o DF ainda tem 306 mil pessoas fora dos postos de trabalho.
Os números da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) revelam, ainda, que mais pessoas têm deixado o mercado de trabalho. De acordo com o documento divulgado pela Codeplan, cerca de 10 mil pessoas saíram da população economicamente ativa do DF.  Somente 4 mil pessoas voltaram a trabalhar.

Ainda de acordo com a PED, a administração pública teve maior aumento entre todos os setores da atividade econômica do DF, com 6 mil servidores a mais do que em julho. Essas contratações devem ser atingidas pelas novas regras de previdência aprovadas na terça-feira (26) pela Câmara Legislativa.

O setor de comércio também contratou 6 mil novos trabalhadores em agosto. Já a construção civil teve 2 mil trabalhadores a mais do que em julho. Indústria e serviços tiveram os piores resultados, com a demissão de 3 mil e 1 mil, respectivamente, entre os dois meses.

Apesar da ligeira melhora, os dados mostram que o desemprego em Brasília ainda preocupa. Em agosto de 2016, a taxa de desocupação ficou em 17,4%, índice considerado alto e, ainda assim, quase dois pontos percentuais menor do que o observado no mesmo mês deste ano.  
Correio Braziliense

terça-feira, 26 de setembro de 2017

DF



Reservatórios de água do DF atingem mínimo histórico nesta terça, diz Caesb


Resultado de imagem para reservatórios do DF
Reservatórios de água do DF nunca estiveram tão vazios

Os reservatórios de água que abastecem imóveis comerciais, residenciais e industriais do Distrito Federal atingiram o nível mais baixo da história nesta terça-feira (26). No fim da manhã, a barragem do Descoberto operava com apenas 18,5% do volume máximo, e a de Santa Maria, com 30,1%.
À TV Globo, a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) confirmou que os valores representam as mínimas históricas dos dois reservatórios. Ainda assim, os números estão acima dos valores previstos para este mês – de 14% e 26%, respectivamente.
Segundo a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa), os níveis preocupam porque podem exigir um racionamento ainda mais severo. Se o reservatório do Descoberto atingir 9%, por exemplo, o rodízio de água nas regiões abastecidas por ele pode ser ampliado para dois dias na semana.
A situação também é crítica em áreas abastecidas por córregos independentes e poços artesianos – como Sobradinho, Planaltina e São Sebastião. Nessas áreas, muitos dos veios de água já secaram. No dia 1º de setembro, a Caesb anunciou a inclusão de regiões que captam água de poços no regime de racionamento – 150 mil pessoas foram atingidas por essa extensão.

À espera da chuva

Na última sexta (22), a população do DF foi surpreendida positivamente por chuvas isoladas e rápidas em algumas regiões da capital – dando fim a uma estiagem de 123 dias. Apesar disso, o fenômeno não se estendeu e, segundo o Inmet, chuvas em grande volume só devem acontecer no próximo mês.
Segundo o meteorologista do Inmet Manoel Rangel, as nuvens devem reaparecer no céu de Brasília a partir de quinta (28), e os temporais, na primeira semana de outubro. Elas são importantes para a agricultura, para a indústria e também para o abastecimento doméstico.
Estudantes da UnB tiraram os guarda-chuvas do armário após chuva passageira (Foto: Bianca Marinho/G1)Estudantes da UnB tiraram os guarda-chuvas do armário após chuva passageira (Foto: Bianca Marinho/G1)Estudantes da UnB tiraram os guarda-chuvas do armário após chuva passageira (Foto: Bianca Marinho/G1)


G1 DF

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

DF


Brasilienses puderam acompanhar o  desfiles do 7 de Setembro na Esplanada

http://cdn6.24live.co/images/2017/09/07/1504795718405536.jpg
Várias famílias acompanharam os desfiles até o final, para ver a Esquadrilha da Fumaça. Foto: Marcelo Ferreira/CB

Nem o sol forte e o tempo seco foram  empecilhos para centenas de brasilienses que foram  acompanhar, nesta manhã de quinta-feira (7/9) o tradicional desfile cívico em comemoração ao Dia da Independência do Brasil. Durante toda a manhã ocorram dezenas de apresentações, entre elas a da Esquadrilha da fumaça. Vejam como foi no vídeo abaixo:

 Créditos:Participaram desta cobertura: Ana Viriato, Isa Stacciarini, Gabriela Vinhal, Jacqueline Saraiva, Luiz Calcagno, Hamilton Ferrari*, Thaís Cunha, Mayara Subtil (Esp. para o CB). Fotografia: Ed Alves e Marcelo Ferreira

 

CB

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

DF

22ª Festa do Morango de Brasília 2017 – Brasília-DF

 

Nos dias 1,2 e 3 de setembro foi realizada  a maior festa da gastronomia da região Centro Oeste, a fruta que movimenta a economia do Distrito Federal. Entretanto Brazlândia ainda é  líder na produção da fruta. Unindo a sabedoria às práticas mais sustentáveis e econômicas de irrigação para driblar a seca que castiga o DF. Neste ano a produção caiu para 30% a menos que o ano anterior. Mas graças aos esforços dos produtores Brazlândia se mantém no topo da produção de morango da região Centro-Oeste e deve chegar a 3.675 toneladas até  o final da safra em  2017, segundo estimativas da Empresa Brasileira de Assistência Rural (Emater-DF). A festa continua no próximo final de semana nos dias 08,09 e 10 de setembro para quem não pôde ir aproveitar na primeira semana do evento. 

A Tv Central Brasil passou por lá e conferiu todos os detalhes da festa no último dia do evento domingo (03), o Café Grão Ouro, marcou presença com seu estande e pelo segunda vez no evento, o representante comercial Beijamim Neto falou do sucesso dessa festa elogiando assim  a organização da Associação Rural Cultural Alexandre de Gusmão - Brasília-DF (ARCAG) e o apoio da  EMATER/DF  que estão responsáveis pela  organização da Festa do Morango de Brasília. No mesmo dia aconteceu o concurso que elegeu a melhor receita de morango, pensa só na expectativa em saborear os pratos que eram de dá água na boca e quase que fica impossível escolher o melhor. No sábado aconteceu o concurso da Rainha da Festa do Morango e a apresentação de shows com bandas locais.

 

Da Redação Jornal Central Brasil 


sexta-feira, 1 de setembro de 2017

BRASIL

Programação da 22ª Festa do Morango de Brasília 2017  

22a-festa-do-morango-de-brasilia-2017-600x315


Voltar à 22ª Festa do Morango de Brasília 2017 – Brasília-DF
22/08/2017 à 24/08/2017
  • 13º Concurso de receitas com morango
    Responsável: Técnica em Economia Doméstica Luciana Xavier Extensionista Rural EMATER-DF – Comissão julgadora Professores e alunos do curso de gastronomia – UCB – Apoio GEDES
    Universidade Católica de Brasília – UCB, Taguatinga Sul
01/09/2017 à 10/09/2017
  • 10h às 22h – Exposição Casa Rural – Estande institucional EMATER-DF e SEAGRI-DF (Artesanato e produtos diversos da Agricultura Familiar do DF)
  • 10h às 22h – 4ª FLORABRAZ (Feira de Floricultura e Jardinagem de Brazlândia)
  • 19h às 22h – Morangolândia (Exposição e comercialização de morangos frescos e derivados)
01/09/2017
  • 19h – Abertura oficial
  • 21h – Concurso da Rainha do Morango 2017
  • 22h – Show com Macedo & Mariano
  • 23h – Show com Banda Forró Bjú
02/09/2017
  • 08h30 às 13h – 13º Encontro Técnico do Morango – Dia de Campo – Inovação tecnológica para irrigação de hortaliças
  • 20h – Show com Karen Parreira e Banda
  • 21h – Show com Zé Mulato e Cassiano
03/09/2017
  • 14h30 – Premiação do 13º Concurso de Receitas com Morango
    Sede da Associação Rural e Cultural Alexandre de Gusmão -ARCAG, DF-180 km 27 – Brazlândia–DF
  • 20h – Show com Banda Pé do Serrado
  • 21h – Show com Ênio Lima e Gustavo Neto
08/09/2017 à 10/09/2017
  • 10h às 22h – 28ª Exposição Agrícola de Brazlândia/DF
09/09/2017
  • 10h – 2º Colhe & Pague Morango
    EXCURSÃO DE COLHE & PAGUE NA CULTURA DO MORANGO
    Visitas de consumidores às propriedades com produção de morango associada ao turismo
(Fonte: festadomorangodf.com.br/programacao2017/)

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

DF

DF registra 9% de umidade do ar, o

 menor índice do ano, em Ponte 

Alta

Resultado de imagem para TEMPO SECO BRASÍLIA

Em Brasília, o índice registrado foi de 13%, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) FOTO; REPRODUÇÃO

 
 
A seca segue intensa no Distrito Federal. Segundo dados coletados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) na tarde desta terça-feira (29), o DF registrou o menor índice de umidade do ano: 9%. A medição foi feita na região de Ponte Alta, no Gama. Em Brasília, o índice obtido foi de 13%.
 

A previsão é de que a seca ainda se prolongue no Distrito Federal. Segundo o Inmet, até 14 de setembro, a expectativa é que o clima siga seco, ensolarado e com névoa seca. O risco de queimadas continua grande e é normal a ocorrência de redemoinhos de poeira. Nessa quarta, Brasília completa 100 dias sem chuva. Veja os cuidados recomendados para o período:

- Evitar aglomerações em ambientes com pouca ventilação durante o dia;
- Aumentar a ingestão diária de líquidos, independentemente de ter sede ou não.
- Beber pelo menos seis copos de água por dia;
- Evitar os banhos prolongados com água quente, bem como o uso excessivo de sabonete para não eliminar totalmente a oleosidade natural da pele;
- Pingar duas gotas de soro fisiológico em cada narina, pelo menos seis vezes ao dia. Esse procedimento evita o ressecamento nasal e a ocorrência de sangramento;
- Evitar ligar aparelhos de ar-condicionado, que retiram ainda mais a umidade do ambiente;
- Trajar roupas adequadas às condições do tempo. No calor, usar roupas leves e se possível de algodão;
- Fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras sempre que possível;
- Evitar exercícios físicos no período compreendido entre 10h às 17h. Neste período, a insolação e evaporação atingem seus índices máximos;
- Usar cremes hidratantes ou óleo vegetal em abundância para evitar o ressecamento da pele;
- Optar pelo uso de sombrinha ou guarda-chuva no período mais quente.
- As crianças precisam de cuidados especiais, pois têm a pele mais sensível e vulnerável. A hidratação é essencial, principalmente de dentro para fora com a ingestão de bastante líquido.
- Evitar a queima de lixo e entulho, prevenindo assim, o risco de incêndios florestais, que são comuns nesse período na cidade.
 
FONTE: CB

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

DF

Governo de Brasília reabre os 

Parques Asa Delta e Península Sul

https://www.agenciabrasilia.df.gov.br/wp-conteudo/uploads/2017/08/asa-delta-peninsula-rollemberg-pedro-ventura-agencia-brasilia-640x427.jpg
O governador Rodrigo Rollemberg, acompanhado da esposa e colaboradora do governo, Márcia Rollemberg, e gestores da administração pública participaram do descerramento da placa que marcou a reabertura dos parques. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília


Os Parques Asa Delta e Península Sul, ambos na QL 12 do Lago Sul, foram devolvidos à população neste domingo (27). Após processo de desobstrução da área pública, iniciado em agosto de 2015, os locais contam com seis quilômetros de pista compartilhada por pedestres e ciclistas.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, acompanhado da esposa e colaboradora do governo, Márcia Rollemberg, além de integrantes da administração pública local, participou da cerimônia de reabertura dos espaços. A atividade faz parte das comemorações pelos 57 anos do Lago Sul.
Rollemberg destacou que tornar livre a orla do Lago Paranoá é uma forma de garantir cidadania aos brasilienses. “Democratizar o lago é democratizar Brasília. Estamos retomando a escala bucólica proposta por Lucio Costa quando ele planejou a cidade”, defendeu.
Na ocasião, foi assinada a ordem de serviço para instalação de três decks que ligarão os dois parques. A madeira que será utilizada nas estruturas é certificada por órgãos ambientais e aprovada para esse uso.
A Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos vai contratar a obra por meio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap).
A democratização do acesso ao Lago Paranoá representa uma mudança no modelo de convivência na cidade, de acordo com o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio. “O que vemos aqui parte de uma concepção grandiosa de ocupação da cidade por sua população.”
''Democratizar o lago é democratizar Brasília. Estamos retomando a escala bucólica proposta por Lucio Costa quando ele planejou a cidade''Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília
O paisagismo do Parque Asa Delta contou com o plantio de 1.375 mudas de espécies do Cerrado, como ipês, quaresmeiras e cagaiteiras, entre outras. O Anfiteatro Natural do Lago Sul, localizado no parque, recebeu poda de árvores, roçagem da vegetação, limpeza, pintura de meios-fios e cercamento.
Em toda a região, durante a desobstrução, foram retirados 2.373 metros de cercas e alambrados, 170 metros de grades, 15 metros de muros, 120 metros de balaústres de concreto e 40 metros de chapas metálicas.
Dos seis quilômetros de pista compartilhada, 2,5 km foram construídos no Asa Delta. Os outros 3,5 km já existiam no Parque Península e foram alargados — passaram de dois para quatro metros de largura.
No evento, também foi anunciada a instalação de 612 luminárias de LED para que os parques possam ser usados no período noturno. A obra tem custo total de R$ 2,5 milhões.
Como parte da festa, Rollemberg participou ainda do corte do bolo de aniversário do Lago Sul e plantou uma muda na orla.

Kitesurf é regulamentado no DF

Antes da inauguração do Parque Asa Delta, o governador participou de um café de manhã com praticantes de kitesurf. O grupo agradeceu pela sanção da Lei 5.938, de 2017, de iniciativa do deputado distrital Julio César (PRB). A legislação regulamenta a prática do esporte na orla do Lago Paranoá.
Com isso, os adeptos da modalidade passam a contar com mais infraestrutura para desenvolver o esporte.  “O kitesurf usa o lago de forma sustentável, estamos regularizando e dando tranquilidade para que continuem com a prática neste local”, disse o governador.

Plano Orla Livre visa tornar o Lago Paranoá mais acessível

Com o objetivo de tornar o lago um ponto de encontro mais acessível, organizado e com diversas opções de lazer, o governo de Brasília lançou, em dezembro, o Plano Orla Livre.
O projeto, possível pela retirada de ocupações irregulares das margens do reservatório, representa um esforço conjunto de diversas pastas do governo, como destacou o secretário de Meio Ambiente, André Lima. “Temos o desafio de integrar as ações ambientais a todas as áreas do governo”, avaliou.
Além disso, existe o compromisso de ampliar a consciência ambiental da comunidade. “Não se trata só de plantar árvore, precisamos aumentar a agenda ambiental junto à população. Um dos passos para isso é dar condições de ela estar nos parques e ter qualidade de vida”, opinou.
Leia o pronunciamento do governador Rodrigo Rollemberg na reabertura dos Parques Asa Delta e Península Sul.

Agência Brasília

DF

Paradas de ônibus de Taguatinga 

são decoradas por grafiteiros do DF



https://s2.glbimg.com/rFuNDzIl8BpBu95TEeGJOVUtPYY=/0x0:1700x1065/1600x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2017/F/O/T6cfYkRGuLymp1xzFpUw/grafite-2.jpg
Para de ônibus sendo grafitada em Taguatinga, no Distrito Federal (Foto: Administração de Taguatinga/Divulgação)

Grafiteiros do Distrito Federal decoraram 22 paradas de ônibus na Avenida Hélio Prates, em Taguatinga neste domingo (27). Segundo a administração regional, que coordenou a ação, o objetivo é valorizar a arte de rua e evitar novas pichações – as paradas foram revitalizadas na semana passada.
No lugar de rabisco, propaganda e sujeira, tintas coloridas deram forma a imagens criadas pelos grafiteiros voluntários ADN, Arky, Elom, Supla, Bass, Rivas, Sccoby, Vidão e Kim. Os desenhos começaram a ser feitos por volta das 8h.
Parada de ônibus em Taguatinga, no Distrito Federal, pintada pelo grafiteiro Rivas (Foto: Administração de Taguatinga/Divulgação)
Parada de ônibus em Taguatinga, no Distrito Federal, pintada pelo grafiteiro Rivas (Foto: Administração de Taguatinga/Divulgação)
https://s2.glbimg.com/Qo6ZANZNsc1g7TzcRYtXmAQzqsc=/0x0:1700x1065/1000x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2017/r/x/xoJN8XRUSHxoiTfYitqA/grafite-4.jpg
Adicionar legenda
  Antes de receber os jatos de spray, as paradas de ônibus passaram por lavagem e retirada de banners e cartazes na última terça (22). Como a participação no ato foi voluntária, a administração forneceu aos artistas as latas de tinta e outros materiais a partir de doações de moradores da região e do comércio local. 
Grafite em parada de ônibus de Taguatinga, no Distrito Federal (Foto: Administração de Taguatinga/Divulgação)
Grafite em parada de ônibus de Taguatinga, no Distrito Federal (Foto: Administração de Taguatinga/Divulgação) 

De acordo com o administrador regional, Marlon Costa, foram arrecadadas cerca de 400 latas. O que sobrar, segundo ele, será usado para revitalizar outros pontos, como o teatro da Praça do Relógio – onde, há duas semanas, as muretas dos jardins também foram grafitadas.
Costa disse ao G1 que a ideia de usar a pintura como forma de restauração foi sugerida pelos próprios grafiteiros há cerca de um mês. "Um deles entrou em contato com os outros e conseguimos organizar esse mutirão." 

https://s2.glbimg.com/Qo6ZANZNsc1g7TzcRYtXmAQzqsc=/0x0:1700x1065/1000x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2017/r/x/xoJN8XRUSHxoiTfYitqA/grafite-4.jpg
  Grafiteiro Elon pinta parada de ônibus em Taguatinga, no Distrito Federal (Foto: Administração de Taguatinga/Divulgação)

O administrador afirmou que pretende levar o projeto para outras áreas de Taguatinga e, para isso, vai precisar do apoio de mais artistas. Quem quiser participar, pode entrar em contato com a Gerência de Cultura pelo telefone 3351-7719.  

G1 DF