sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Garotinho


Garotinho será transferido para presídio de segurança máxima em Bangu

  • 24/11/2017 20h09
  • Rio de Janeiro
Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - O ex-governador Anthony Garotinho é levado preso por agentes da Polícia Federal, para o presídio em Benfica (Fernando Frazão/Agência Brasil)
O ex-governador Anthony Garotinho é levado preso por agentes da Polícia Federal, para o presídio em Benfica Fernando Frazão/Arquivo/Agência Brasil
O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho será transferido para o presídio de segurança máxima de Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste do Rio.
O juiz eleitoral Ralph Manhaes Júnior, da 98ª Zona Eleitoral, de Campos dos Goytacazes, determinou a transferência depois que, segundo ele, Garotinho simulou uma agressão dentro da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na madrugada de hoje (24).
“Fica autorizado ao juízo da VEP [Vara de Execução Penal], em sintonia com a Seap [Secretaria Estadual de Administração Penitenciária], a transferência imediata do réu em tela para um presídio de segurança máxima, visando assim garantir a integridade física do acusado”, decidiu Manhães.
De acordo com o juiz, a Seap informou que as câmeras de segurança da galeria onde Garotinho está preso em Benfica não registraram nada que comprove a agressão contra o ex-governador, que alegou ter sofrido violência de um indivíduo que teria entrado em sua cela com um taco de madeira, batido em seu joelho e o ameaçado.
No início da tarde, Garotinho registrou a suposta agressão na 21ª Delegacia de Polícia. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar crime de agressão. Garotinho foi preso na quarta-feira (22) junto com a mulher, Rosinha, acusado da prática dos crimes de corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação das contas eleitorais.
Em Benfica também estão presos o ex-governador Sérgio Cabral e o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), deputado Jorge Picciani, ambos do PMDB, além de outros integrantes do mesmo grupo, desafetos políticos de Garotinho, que os denunciou várias vezes, ao longo dos últimos anos, por meio da imprensa.
Edição: Luana Lourenço

Temer


Temer passará por cateterismo em hospital em São Paulo

                                                                                                                                G1 Globo 
Resultado de imagem para foto temer




  • 24/11/2017 20h11
  • Brasília
Da Agência Brasil
O presidente da República, Michel Temer, deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, às 19h04 para revisão médica. O presidente passará por uma reavaliação urológica e um cateterismo, que consiste em uma introdução de um catéter (tubo extremamente fino) pela artéria do braço ou da perna que vai até o coração. A princípio, os dois procedimentos deverão ser feitos hoje (24), conforme o hospital. 
O motivo do cateterismo é uma obstrução parcial em uma artéria coronariana, que foi revelada no início de outubro — e confirmada, à época, por seus médicos.
No dia 27 de outubro, Temer foi submetido a um procedimento na próstata por causa de uma desobstrução do canal uretal e, por isso, passará pela revisão hoje.
Edição: Carolina Pimentel

Ministra do STJ nega recurso de Adriana


Ministra do STJ nega recurso de Adriana Ancelmo para voltar à prisão domiciliar

  • 24/11/2017 20h16
  • Brasília
André Richter - Repórter da Agência Brasil
A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Maria Thereza de Assis Moura negou hoje (24) pedido para anular a decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro que determinou a prisão preventiva da ex-primeira dama Adriana Ancelmo. Na decisão, a ministra entendeu que a defesa não apresentou documentos necessários para que o caso seja analisado.
Ontem (23), o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) aceitou um recurso do Ministério Público e determinou que a ex-primeira-dama seja transferida para o regime fechado. Ela cumpria prisão domiciliar em seu apartamento no Leblon, zona sul do Rio, por ter filhos menores de idade, a partir de uma decisão de um juiz da primeira instância.
Adriana Ancelmo foi levada para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, onde está preso seu marido, o ex-governador Sérgio Cabral, e outros políticos do Rio de Janeiro.
Edição: Luana Lourenço

FÓRMULA 1


Nono no segundo treino, Hulkenberg acredita em qualificação “apertada”

Nico Hulkenberg (Renault) - GP de Abu Dhabi



Nico Hulkenberg (Renault) – TL1: P17 / TL2: P9
“Uma sexta-feira normal para ser honesto. Esta manhã, cuidamos do motor um pouco mais do que o habitual e depois voltamos a um programa mais padrão à tarde. Parece bastante competitivo – eu diria que não há muito entre nós e a Force India e a McLaren. Eu acho que será apertado amanhã e espero que possamos espremer um pouco mais do carro para chegar onde queremos e nos dar a melhor chance para a corrida de domingo.”
Carlos Sainz (Renault) – TL1: P15 / TL2: P13
“As sessões de hoje foram bastante positivas. Nosso programa no TL1 foi focado na avaliação de algumas partes aeros no carro. À tarde, consegui me levantar e começar a empurrar muito mais. Olhando para o nosso ritmo longo e curto, somos mais competitivos do que nas últimas corridas, mesmo que o curto tenha sido interrompido por bandeiras amarelas. Estamos parecendo bem para amanhã e para marcar os pontos que precisamos no domingo.”
f 1 mania 

MP flagra bolinhos de bacalhau, queijos

MP flagra bolinhos de bacalhau, queijos e camarão em cadeia onde estão políticos

  • 24/11/2017 20h56
  • Rio de Janeiro
Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil
Uma inspeção feita hoje (24) pelo Ministério Público na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, flagrou alimentos incomuns no cardápio do sistema penitenciário. Na unidade, estão presos os ex-governadores Sérgio Cabral e Rosinha Garotinho, a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, outros políticos, assessores e empresários, muitos deles investigados pela Operação Lava Jato.
Na inspeção, as promotoras de Justiça Andrea Amin e Elisa Fraga encontraram alimentos não permitidos na cadeia, como iogurtes, queijos, castanhas, frios diversos, camarão e até bolinhos de bacalhau, itens que não podem ser consumido na penitenciária, que possui cantina com comida própria.
O MP vai comunicar o fato à 7ª Vara Federal Criminal e à Justiça Eleitoral de Campos dos Goytacazes, responsáveis pelas prisões dos réus flagrados com alimentos irregulares em suas celas, para serem adotadas as medidas cabíveis. Os servidores da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) que tenham colaborado para a entrada da comida também serão responsabilizados.
Edição: Luana Lourenço

Polícia Civil DF


Polícia Civil faz mutirão para emitir carteiras de identidade

Ação ocorrerá neste sábado (25) em sete delegacias do DF, das 8 às 18 horas

Quem pretende tirar a primeira carteira de identidade ou precisa da segunda via do documento pode aproveitar o mutirão organizado pela Polícia Civil do DF neste sábado (25). O atendimento ocorrerá em sete delegacias de diferentes regiões administrativas das 8 às 18 horas.
Embora não seja obrigatório, o agendamento pode ser feito pelo site da corporação para minimizar as filas e melhorar o atendimento.
Tanto quem vai tirar o documento pela primeira vez como quem vai atrás da segunda via deve ser nascido no Brasil, naturalizado no País ou ser português beneficiado pelo Tratado da Amizade, Cooperação e Consulta entre Brasil e Portugal.
No caso de crianças, a Polícia Civil ressalta que nem sempre é possível fazer a captura de impressões digitais e que, em algumas situações, a carteira não é emitida.

Documentação necessária para tirar a carteira de identidade

Para o brasileiro nato, é preciso levar certidão de nascimento se for solteiro ou de casamento se for casado ou viúvo. Separados judicialmente e divorciados têm de entregar a certidão com a averbação para separação e divórcio.
Já os naturalizados no Brasil devem levar o certificado de naturalização, enquanto os portugueses precisam do certificado de igualdade de direitos e deveres. Todos os documentos podem ser originais ou em cópias autenticadas em cartório.
A primeira identidade é gratuita, enquanto a segunda via requer pagamento de taxa de R$ 42. Estão isentos:
  • Pessoas com deficiência
  • Pessoas com renda inferior a um salário mínimo
  • Quem teve a carteira roubada
  • Idosos que precisem emitir a primeira via da identidade com a expressão “maior de 65 anos”
  • Quem precisa de segunda via por ter carteira com a inscrição “validade técnica das impressões digitais – 1 ano”
  • Quem teve a carteira expedida com erro de transcrição de dados ou digitais
Informações como os números do Programa Integração Social (PIS), do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), do CPF e do título de eleitor não são obrigatórias para colocar na carteira de identidade.
Se o requerente quiser inserir esses dados, deve levar os respectivos documentos na hora da emissão.
Postos do mutirão da Polícia Civil para emitir carteiras de identidade
1ª DP: Setor Policial Sul, Lote 2B, Plano Piloto
4ª DP: EQ 15/16, Área Especial, Guará
23ª DP: EQNP 30/34, Área Especial, Lote A/D, Ceilândia
27ª DP: Quadra 305, Conjunto 1, Lote 2, Área Especial, Recanto das Emas
30ª DP: Quadra 2, conjunto 2, lote 1, bairro São Bartolomeu, São Sebastião
31ª DP: Quadra 19, Conjunto A, Área Especial 1, Setor Residencial Leste 4, Buritis IV, Planaltina
33ª DP: CL 114, Lote A, Santa Maria
EDIÇÃO: MARINA MERCANTE

luta contra a aids


Brasília recebe semana de luta contra a aids

Atividades para ajudar na prevenção da doença começam na segunda (27) e vão até 2 de dezembro. Veja a programação

Para ajudar na prevenção à aids, conscientizar a população sobre a síndrome e relembrar as metas da Declaração de Paris, Brasília receberá a Semana Distrital da Luta Contra a Aids 2017.
A iniciativa marca o Dia Mundial de Luta Contra a Aids (1º de dezembro). A programação começa na segunda-feira (27) e segue até 2 de dezembro (veja o quadro abaixo).
Além de ações preventivas, estão previstos lançamento de boletim epidemiológico, palestras, oficinas e conferências.
“Os últimos boletins epidemiológicos de HIV e aids apresentaram números muito altos de pessoas jovens e de idosos infectados, então vamos fazer atividades para os dois públicos”Flávio Brebis, coordenador de Diversidade LGBT, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos
Na terça-feira (28), haverá dois destaques. “Os últimos boletins epidemiológicos de HIV e aids apresentaram números muito altos de pessoas jovens e de idosos infectados, então vamos fazer atividades para os dois públicos”, conta Flávio Brebis, coordenador de Diversidade LGBT, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.
De manhã, às 9 horas, será uma palestra para os estudantes do campus de Samambaia do Instituto Federal de Brasília (IFB) sobre a situação epidemiológica naquela região administrativa. Para quem não puder ir nesse dia, haverá reprise na quarta (29), em Planaltina.
Às 15 horas, a Associação dos Idosos de Ceilândia recebe uma oficina sobre aids e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST) — terminologia que substituiu a expressão Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), porque, segundo o Ministério da Saúde, destaca a possibilidade de uma pessoa ter e transmitir uma infecção, mesmo sem sinais e sintomas.
Segundo Brebis, parceria entre governo e sociedade, a semana é organizada pela pasta do Trabalho, a Secretaria de Saúde, a Defensoria Pública do DF, a Procuradoria da Mulher da Câmara Legislativa e a Ordem dos Advogados do Brasil, entre outras entidades civis.
No Dia Internacional de Luta Contra a Aids de 2015, o governador Rodrigo Rollemberg assinou a Declaração de Paris no Palácio do Buriti e formalizou a adesão de Brasília ao acordo. O objetivo do termo elaborado em 2014 é acabar com a proliferação da epidemia no mundo até 2030.

Programação da Semana Distrital de Luta Contra a Aids 2017

DataHorárioAtividadeLocal
27 de novembro (segunda-feira)14 horasLançamento do Boletim Epidemiológico de HIV e aids e solenidade de aberturaSecretaria de Saúde – Setor de Áreas Isoladas Norte, Bloco B
28 de novembro (terça-feira)8 horasAção de prevenção por estudantes de enfermagem da Faculdade AnhangueraRodoviária do Plano Piloto
9 horasPalestra: Situação Epidemiológica de HIV/Aids no DFCampus Samambaia do Instituto Federal de Brasília (IFB) — Subcentro Leste, Complexo Boca da Mata, Lote 1
15 horasOficina: Pessoas Idosas, HIV/Aids e outras ISTAssociação dos Idosos de Ceilândia — EQNM 5/7, Área Especial, galpão de produção
19 horasPalestra: Pessoas Vivendo com HIV e AidsCampus Samambaia do IFB
29 de novembro (quarta-feira)9 horasPalestra: Situação Epidemiológica de HIV/Aids no DFCampus Planaltina do IFB — Rodovia DF-128, km 21, Zona Rural de Planaltina
14 horasEstande de divulgação de materiais informativosCampus Ceilândia do IFB — QNN 26, Área Especial
14h30Conferência: Situação Epidemiológica de IST/Aids no DF e Medidas de Enfrentamento por Parte do Poder Público e da Sociedade CivilSala de Comissões da Câmara Legislativa do DF
30 de novembro (quinta-feira)8h30Debate: Direitos Humanos – Inclusão e DiversidadeEmbaixada da França — Setor de Embaixadas Sul, Avenida das Nações, Lote 4, Quadra 801
1º de dezembro (sexta-feira)Das 9 às 19 horasCelebração do Dia Internacional de Luta Contra a AidsCentro de Referência Especializado da Diversidade Sexual, Religiosa e Racial (Creas Diversidade) — Setor de Grandes Áreas Sul, Quadra 614
16h30Outorga do Troféu SolidariedadeAuditório da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) — Setor Comercial Sul, Quadra 6, Edifício Newton Rossi, 1º andar
2 de dezembro (sábado)Das 9 às 13 horasBazar solidário e Feira de artesanato com peças feitas por pessoas com HIV/AidsCasa Rosa – Quadra 17, Conjunto A, Casa 45, Sobradinho
EDIÇÃO: RAQUEL FLORES

Metrô vai funcionar com nos horários de pico



Metrô vai funcionar com 18 estações nos horários de pico durante a greve

Ao longo do dia, de segunda-feira a sábado, serão 12 terminais abertos. Aos domingos, serão nove unidades em funcionamento. Faixas exclusivas estão liberadas até o fim da paralisação

A partir deste sábado (26), 18 estações do metrô serão abertas para embarque e desembarque no horário de pico (das 6 horas às 8h45 e das 16h45 às 19h30, de segunda a sábado). 
Nos demais horários, 12 estações permanecerão abertas para embarque e desembarque e outras seis ficarão abertas apenas para desembarque.
No domingo, estarão abertas nove estações ao longo de toda a operação para embarque e desembarque (das 7 às 19 horas).
De acordo com a Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF), as estações 102 Sul, Asa Sul, Concessionárias, Guariroba, Ceilândia Norte e Samambaia Sul permanecerão fechadas durante todo o período de greve.
Passageiros com Bilhete Único que estiverem perto das estações que permanecerão fechadas poderão ir de ônibus até o terminal mais próximo. Eles não serão prejudicados com relação ao custo do transporte, uma vez que usarão apenas uma passagem.
O esquema de funcionamento do metrô durante a greve depende que o Sindicato dos Metroviários garanta a quantidade de empregados suficiente para que a operação ocorra com segurança.
A estratégia cumpre decisão do Tribunal Regional do Trabalho. Ela permitirá ainda dar continuidade aos treinamentos dos novos empregados, convocados recentemente. A nomeação foi um dos pleitos da categoria.

Faixas exclusivas liberadas

Enquanto durar a greve, as faixas exclusivas da EPTG e da EPNB ficarão liberadas, de acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF).
A mesma medida foi tomada pelo Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) nas vias W3 Sul/Norte e do Setor Policial Sul.

Como evitar fraudes e golpes durante a Black Friday; dicas do Procon

Como evitar fraudes e golpes durante a Black Friday; dicas do Procon

Procon divulga uma série de dicas para que o consumidor não seja enganado ao comprar durante a Black Friday


Hugo Gonçalves/Esp.CB/D.A
O Procon-DF elaborou algumas dicas para o consumidor não cair em nenhuma armadilha durante a Black Friday, que ocorre nesta sexta-feira (24/11). Segundo o órgão de proteção ao consumidor, é preciso ter planejamento, pesquisar e ficar atento para não cair em golpes.
O primeiro passo para o consumidor não entrar em uma cilada é se planejar na hora da compra e fazer uma lista de produtos que pretende comprar, evitando assim agir por impulso e gastar mais do que precisa ou pode. 

Em visitas a lojas, o órgão recomenda pechinchar descontos ainda maiores para pagamentos à vista e não cair na tentação da "oportunidade única". Outra dica é lembrar que o comércio realiza liquidações em outras épocas do ano, principalmente, após as festas de fim de ano.

Atenção às falsas promoções 

O Procon alerta ainda que é comum empresas subirem o valor do produto na véspera do Black Friday para depois baixar o preço, simulando desconto. Essa publicidade enganosa é proibida pelo Código de Defesa do Consumidor, e a loja pode ser penalizada.
Por isso, o segundo passo para aproveitar o Black Friday é pesquisar bastante. Verifique os preços nas lojas físicas e virtuais. Existem sites que exibem o histórico de preço dos produtos anunciados na internet, desde que se tenha a especificação do item. A dica é guardar o folheto ou a imagem da tela do computador com a demonstração do produto, valor, e também com informação do link, nome da loja, data e a hora em que foi feita a pesquisa. Dessa forma, você pode conferir se a oferta realmente foi cumprida.
Se houver descumprimento à oferta, publicidade enganosa ou qualquer outro desrespeito ao direito do consumidor, registre sua reclamação no Procon ou no consumidor.gov.

Cuidados com compras na internet 

É preciso ficar atento também se a compra for feita pela internet. O Procon pede que o consumidor desconfie de preços muito abaixo da média, pois podem ser indícios de fraude. É preciso ter cuidado com ofertas tentadoras enviadas por e-mail, especialmente de lojas pouco conhecidas.

A dica é nunca utilizar computadores de acesso público. Além de verificar a segurança da página, você deve clicar no cadeado que aparece no canto da barra de endereço ou no rodapé da tela do computador. O endereço da loja virtual deve começar com https://.
Segundo o órgão, todo site deve exibir o CNPJ da empresa ou o CPF da pessoa responsável, além de informar o endereço físico onde a loja pode ser encontrada ou o endereço eletrônico para que possa ser contatada. A página virtual também é obrigada a disponibilizar canal para atendimento ao consumidor, o chamado Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).


g1

Assaltos a ônibus levam o terror a rodovias do Distrito Federal

Assaltos a ônibus levam o terror a rodovias do Distrito Federal

As BRs-060, 070 e 040 são as mais visadas por bandidos especializados em assaltos a ônibus interestaduais



Ana Carneiro/Esp. CB/D.A Press

As viagens interestaduais pelas estradas que cortam o Distrito Federal são marcadas pelo medo. A falta de fiscalização em alguns trechos facilita a ação de assaltantes, com tempo para fazer reféns. Na abordagem criminosa espalham o pânico entre passageiros e motoristas com disparos, ameaças de morte e arrastões. Levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) mostra que as BRs-060, 070 e 040 aparecem entre as mais visadas pelos bandidos. A primeira registrou a maior parte dos assaltos a ônibus interestaduais em 2016 e de janeiro a agosto deste ano.


Os criminosos escolhem, quase sempre, a madrugada e os trechos mais distantes de policiamento para os ataques armados. Violentos, eles tentam parar o ônibus com uma sequência de disparos. Em algumas situações, usam armamento longo e, para fugir, contam com o apoio de comparsas que dão cobertura em um veículo de passeio. Nos oito primeiros meses do ano, a ANTT registrou 85 desses roubos no DF e em Goiás — a média é de 10 casos por mês. Do total, 46 ocorreram na capital federal e 39, em Goiás. Em todo o ano passado, houve 101 casos: 58 nos limites brasilienses e 43 em pistas goianas.

Mas, segundo o titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da Polícia Civil do DF, Fernando César Costa, oito ocorrências foram registradas mais perto do Distrito Federal de janeiro a setembro, em destinos com 40km a 100km de Brasília. Segundo ele, geralmente, os criminosos atacam em grupo. O investigador destaca que os ônibus interestaduais se tornam presas fáceis, pois os assaltantes têm acesso aos horários das viagens. “Como a malha viária do DF é pequena e os ônibus não são de Brasília, a coleta pericial se torna mais difícil. Ainda assim, quando o ônibus é daqui, quanto mais ágil for o registro, maiores são as chances de uma investigação preliminar rápida”, explica.

CB/D.A Press


Em 2013, a DRF, em conjunto com a PRF, fez uma operação que resultou na prisão de 20 pessoas. Cumpriu, ainda, 26 mandados de busca e apreensão. “Em assaltos a ônibus, eles levam tudo. As viagens interestaduais são visadas, porque algumas rotas levam ao Paraguai, e os autores desconfiam que as pessoas estão com mercadoria ou dinheiro”, detalha o investigador.

Risco

Quem se torna vítima dos criminosos não esquece os momentos de horror. Motorista interestadual há uma década, Cristiano Silva Kassen, 38 anos, lembra as quatro horas que ele e os passageiros ficaram sob poder de cinco bandidos. Em 8 de outubro, ele saiu de Brasília com destino a Brejolândia, na Bahia, distante 704km do DF. Próximo a Alvorada do Norte (GO), a 250km de Brasília, um carro em alta velocidade se aproximou. Cristiano logo suspeitou de assalto. “Eles ultrapassaram pela faixa da esquerda e começaram a atirar. Escutei de seis a sete tiros. Uma bala atingiu o para-brisa e outra pegou na parte de baixo (do ônibus). Só abaixei a cabeça e parei. Três encapuzados entraram e outros dois ficaram no carro”, conta.

Ana Carneiro/Esp. CB/D.A Press


Armado, um dos homens ficou ao lado do motorista. Durante todo o tempo, o condutor sofreu ameaças de morte. Levou coronhadas no pescoço e na cabeça. Outros dois subiram e seguiram para onde estavam os 40 passageiros. “O que ficou ao meu lado me mandou seguir o Gol. Foram dois quilômetros até a gente chegar a uma estrada de terra cercada por um matagal. Lá, eles mandaram descer as malas e escolheram o que tinha de melhor”, relembra.

Depois de fazerem um arrastão, os criminosos exigiram que o motorista voltasse para a rodovia. Em seguida, fugiram. O próximo posto de fiscalização da PRF ficava a 30km de distância. Foi lá que Cristiano parou para pedir ajuda. “O que eles fazem é uma tortura psicológica imensa. É uma situação em que a gente fica constrangido. Saímos para trabalhar e não sabemos como vamos voltar”, desabafa. “Desde então, não tenho mais paz. A gente fica com medo e repensa toda a nossa vida, porque é um risco. É uma marca que ficará para sempre”, lamenta.

Baleado

Sete dias depois do assalto ao ônibus de Cristiano, uma tentativa de roubo a um coletivo que fazia a linha São Paulo—Brasília quase terminou em tragédia. Por volta das 5h30, bandidos atiraram contra outro veículo. O caso ocorreu próximo a Luziânia, a 53km de Brasília. Os criminosos perseguiram o ônibus por cerca de 15km. Depois disso, desistiram da abordagem, mas uma das balas acertou o engenheiro civil Adriano Antonio Leal da Cunha, 45, no ombro esquerdo. A vítima embarcou no veículo em Araguari, no Triângulo Mineiro. Ele voltava ao DF, onde mora durante a semana, depois de passar o feriado de 12 de outubro com a família, mas nunca pensou que seria vítima de um disparo. Adriano contou de 8 a 10 tiros.

Como ele estava em uma das poltronas da frente, lembra-se do barulho da porta de vidro estilhaçando, mas, na hora, pensou que fosse um acidente. “Começamos a escutar muitos tiros. Todo mundo deitou no corredor. As pessoas gritavam. Foi um pânico geral”, conta. Depois de fugir dos criminosos, o motorista parou em Luziânia para registrar ocorrência. Adriano foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região e, depois, transferido para o Hospital de Base. A bala ainda está alojada no corpo, e ele precisará fazer acompanhamento médico.

Chefe da PRF no DF, a agente Tatiane Kawamura explica que a corporação faz um mapeamento dos pontos críticos para atuar nesses locais. Ela esclarece que o período de assaltos a ônibus varia, mas, geralmente, os criminosos são os mesmos. “Fazemos ronda, mas, como existe um trecho grande, a gente faz o que pode. O importante é o motorista entrar em contato com a PRF pelo telefone 191 ou com a unidade operacional o mais rápido possível, além de ficar atento às características dos veículos. Na maior parte das vezes, os suspeitos são violentos para fazer o ônibus parar”, explica.
correio braziliense

Hamilton “animado” com bom início da Mercedes em Abu Dhabi

Hamilton “animado” com bom início da Mercedes em Abu Dhabi


Lewis Hamilton se disse animado com o início da Mercedes no Grande Prêmio de Abu Dhabi, cravando a volta mais rápida do Circuito da Yas Marina durante os treinos dessa sexta-feira.
O inglês foi o segundo colocado durante os treinos de abertura com Sebastian Vettel liderando a sessão.
Hamilton fez o tempo de 1:37.877s para terminar 0.149s a frente de Vettel no TL2, e falou do “bom progresso” que fez entre as sessões.
“Foi uma boa sexta-feira, mas estou feliz por ser a última da temporada”, disse Hamilton.
“Nós conseguimos muitas voltas hoje e fizemos um bom progresso com o equilíbrio do carro. Temos um pouco de trabalho pela frente, mas sinto que estamos competitivos aqui.
“Ainda está relativamente perto, mas gosto disso”.

f1 mania

Com emoção! Flamengo sai atrás, mas vira no fim e consegue vantagem no Maracanã

Com emoção! Flamengo sai atrás, mas vira no fim e consegue vantagem no MaracanãTéo Gutiérrez abriu o placar para o Junior Barranquilla no primeiro tempo. Juan e Felipe Vizeu, com um golaço de direita, depois do intervalo, viraram para os donos da casa

Não faltou emoção. Na verdade, faltou futebol, mas emoção teve de sobra. Teve goleiro lesionado, falha, técnico confuso... No fim, teve o Flamengo vencendo o Junior Barranquilla por 2 a 1, de virada, com gols de Juan e Felipe Vizeu. Com a vitória no Maracanã, o Rubro-Negro tem a vantagem do empate na partida de volta da semifinal da Copa Sul-Americana, em Barranquilla, na semana que vem. 

Vídeos mostram atrito entre gandula e goleiro do Lanús na Arena do Grêmio

Vídeos mostram atrito entre gandula e goleiro do Lanús na Arena do Grêmio

Presidente do clube argentino disse que Andrada sofreu tentativa de agressão no primeiro duelo da final da Libertadores

Ao desembarcar na Argentina na quinta-feira, após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio no jogo de ida da final da Libertadores, o presidente do Lanús, Nicolás Russo, acusou um gandula de tentar agredir o goleiro Andrada durante a partida. Mas vídeos divulgados nesta sexta por gremistas nas redes sociais mostram que houve um desentendimento entre ambos atrás de um dos gols.
Nas imagens, dá para ver que o goleiro do Lanús salta as placas de publicidade após um chute para fora e vai atrás de uma da bolas, junto com o gandula. Ao tentar tirar a bola das mãos do homem, ambos se chocam, e o gandula cai no gramado. Em seguida, o gandula corre atrás do goleiro, que salta novamente as placas e retorna ao campo de jogo.
A cena é compartilhada por gremistas nas redes sociais e surge como uma resposta ao discurso do presidente do Lanús. No desembarque do time argentino em Buenos Aires, Nicolás Russo também afirmou que as reclamações do Grêmio sobre a arbitragem eram uma tentativa de condicionamento para o jogo da volta.
– Os gandulas eram homens maiores de 35 e 40 anos. Um deles quis agredir o nosso goleiro. Tentou, mas não conseguiu – disse o mandatário.
Andrada é o centro da polêmica entre Grêmio e Lanús (Foto: Diego Guichard/GloboEsporte.com)Andrada é o centro da polêmica entre Grêmio e Lanús (Foto: Diego Guichard/GloboEsporte.com)
Andrada é o centro da polêmica entre Grêmio e Lanús (Foto: Diego Guichard/GloboEsporte.com)
Nesta sexta-feira, o Grêmio divulgou um comunicado em seu site oficial e confirmou que ingressou com um pedido na Conmebol para para tentar impugnar o cartão amarelo recebido por Kannemann. A punição impede o zagueiro de atuar na Argentina por ser o terceiro.
O presidente Romildo Bolzan ainda terá uma reunião com membros da entidade sul-americana em Assunção, no Paraguai. O dirigente busca tratar sobre o primeiro jogo, em razão de o clube ter se sentido prejudicado pelo árbitro Julio Bascuñan.
Comunicado sobre o primeiro jogo da final da Conmebol Libertadores Bridgestone
"O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense comunica o ingresso de impugnação no Tribunal de Disciplina da Confederação Sul-Americana de Futebol em relação aos fatos ocorridos na primeira partida da final da Conmebol Libertadores Bridgestone, realizada no dia 22 de novembro de 2017.
Comunica ainda o agendamento de reunião em Asunción, no Paraguai, na qual se fará presente o presidente do Clube, Romildo Bolzan, bem como o envio de pedido de providências para que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adote medidas para garantir o equilíbrio da competição e o fair play".

globo esporte